História

Antes de 1938, o trânsito no Paraná era administrado pelas prefeituras municipais. No dia 15 de dezembro daquele ano, o interventor federal do Estado, Manoel Ribas, criou o Departamento do Serviço de Trânsito (DST), ligado a Polícia Civil.
A sede ficava no terreno onde hoje está o Teatro Guaíra, no Centro de Curitiba. Depois, o DST passou para outras instalações: rua Barão do Rio Branco, praça Carlos Gomes, praça Dezenove de Dezembro e rua José Loureiro.
Em 1966, foi feita a mudança para o bairro Tarumã, endereço ocupado até hoje pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran), denominação que foi dada ao em outubro de 1968.

A partir de 1974, o Detran passou a funcionar como órgão especial, vinculado à Secretaria de Estado da Segurança Pública. Por fim, a Lei 7811, de 29 de dezembro de 1983, transformou o Detran em Autarquia.

Você sabia?
No Paraná, os testes para habilitação de motoristas já foram feitos com caixa de fósforos. Os candidatos eram levados para as ruas e, na subida, o examinador pedia para que o carro fosse parado, colocava a caixa de fósforos atrás do pneu, e então o futuro motorista deveria dar a arrancada no veículo, sem amassar a caixa.

Os inspetores do antigo Departamento do Serviço de Trânsito circulavam com motos Harlley Davidson vermelhas por Curitiba. Eles faziam batidas em pontos estratégicos, policiamento dos desfiles e também atuavam como batedores do Palácio Iguaçu. O número de inspetores era pequeno, tanto que todos eram conhecidos pelos nomes.


As Harlley-Davidson perfiladas em frente a sede do
DST na Rua Barão do Rio Branco.