Notícias

05/04/2018

Detran apresenta avanços da gestão para prestadores de serviços

Grupos formados por prestadores de serviços, trabalhadores na área de transporte e parceiros de atuação do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) participaram nesta quarta-feira (04), em Curitiba, de uma reunião para avaliar os avanços da autarquia nas áreas de habilitação, veículos, infrações e educação para o trânsito.

O debate faz parte do projeto de realinhamento institucional do órgão, que teve início em 2011 e manteve o diálogo constante com agentes externos, como representantes de despachantes, clínicas médicas, centros de formação de condutores, revendedoras de veículos, empresas de vistoria, entre outros. “Foi essencuial ouvir estes interlocutores para que conseguissemos realizar as mudanças necessárias e prestar serviços com qualidade, rapidez e transparência”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Na área de veículos, que reúne o Sindicato dos Despachantes do Estado do Paraná (Sindepar), Associação Paranaense dos Organismos de Inspeção Acreditados (Apoia-PR), Associação de Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (Assovepar), Sindicato das Empresas Locadoras de Veículos (Sindiloc), Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Estado do Paraná (Sincovid), Sindicato do Comércio Varejista de Veículos, Peças e Acessórios para Veículos (Sincopeças) e Associação dos Fabricantes de Placas (Afaplacas), mais de 90% das solicitações foram atendidadas.

Na área de habilitação, o Detran colocou em prática 85% das sugestões apresentadas pelo grupo que reúne o Sindicato dos Proprietários de Centros de Formação de Condutores, Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Paraná (Fetropar), Associação de Clínicas Médicas e Psicológicas, Associação de Mototaxistas de Curitiba, entre outros.

Também foram apresentados os avanços na área de infrações e de educação para o trânsito. “Os grupos conseguem fazer o acompanhamento constante dos serviços e apontam alterações relevantes em processos e práticas que podem ser otimizados”, avalia Traad.

DEPOIMENTOS: Para o presidente do Sindicato dos Proprietários de Centros de Formação de Condutores do Paraná, Justino da Fonseca, o diálogo com os parceiros transformou a qualidade do processo de habilitação no Estado. “Temos hoje uma situação muito melhor, com processos transparentes, com respeito aos candidatos e motoristas paranaenses”, disse.

“Quem utiliza os serviços do Detran Paraná percebe a dierença. O uso da tecnologia agilizou todos os serviços e ficou muito mais fácil para o cidadão realizar as transações necessárias na área de veículos”, conta o presidente do Sindicato de Despachantes do Paraná, Everton Calamucci.

Segundo o presidente do Sindicato dos Fabricantes de Placas do Paraná, Emerson Adriando Pizza de Oliveira, a gestão foi marcada pelo respeito. “Foi um marco na administração do órgão”, falou.

O superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Paraná, Adriano Marcos Furtado, elogiou a capacidade de incluir os diferentes setores que têm relações profissionais com o Detran. “Esta capacidade de assegurar que todas as instituição fossem ouvidas com respeito e igualdade, asseguraram o sucesso de projetos importantes”.

“O Detran cumpre o papel como órgão executivo de trânsito, além da parte documental. Existe a preocupação com a educação, preservação da vida e prevenção de acidentes”, lembrou o comandante do BPTRan, tenente-coronel Naasson Polak.

“Sem dúvida, a preocupação e o cuidado com a vida, de todas as formas, foram uma marca desta gestão. O Detran Paraná foi destaque nacional e internacional com ações e campanhas inovadoras de educação para o trânsito”, completou o representante do Observatório Nacional de Segurança Viária, Mauro Gil Mercer.

PARTICIPANTES: Também estiveram presentes representantes de autoescolas, despachantes, clínicas credenciadas, fabricantes de placas, Sindicato Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado do Paraná, Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Paraná (Sindicam), Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios (Sindepar), Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), entre outros.



Fonte: Assessoria de Comunicação

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.