Vistoria veicular do Detran identifica veículo adulterado
24/08/2021 - 11:30

Procedimento reconheceu que o motor de veículo roubado em Pinhais estava em carro do mesmo modelo em Jaguariaíva, na região dos Campos Gerais.

Uma vistoria realizada na 75ª Ciretran em Jaguariaíva na manhã da última segunda-feira, 23, em um veículo de Santa Catarina para transferência de estado, apresentou inconsistência no número do motor. A peça encontrada neste veículo pertencia a outro carro, do mesmo modelo, que havia sido roubado no município de Pinhais no dia 26 de fevereiro deste ano.

O responsável pelo veículo, funcionário de uma loja de carros no município, foi encaminhado para a delegacia.

“Isso só reforça como é importante a realização da vistoria. Por meio deste procedimento é possível identificar e elucidar este tipo de alteração em veículos”, afirma o diretor-geral do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), Wagner Mesquita.

VISTORIA -  A vistoria veicular tem como objetivo constatar se o veículo está em situação regular, verificar a autenticidade da documentação e avaliar as condições do carro para circular nas vias. É uma avaliação visual do carro, em que são verificados itens como número de motor, chassi, documentos, equipamentos obrigatórios, itens de segurança, entre outros.

Ela é exigida nos casos de 2ª via do Certificado de Registro de Veículo (CRV); liberação de bloqueio por acidente; remarcação de chassi; autorização para gravação do motor; autorização do Certificado de Segurança Veicular (CSV); autorização para alteração de característica; alteração de dados; baixa por sucata; reativação de placa de duas letras; aquisição de veículo; aquisição com troca de município; mudança de município; primeiro emplacamento; registro de outro estado.

O Detran oferece também o serviço de vistoria domiciliar para as situações de baixa por sucata; veículos com placas de duas letras; autorização para remarcar chassi de veículo batido; quando o veículo estiver preso em outro pátio que não seja do Detran e precisa solicitar 2º via, transferir, entre outros; e no caso de 1º emplacamento para máquinas agrícolas, cobrando uma taxa por cada máquina; quando o cidadão recuperar o veículo por furto e este estiver impossibilitado de vir ao Detran por estar sem placas ou depenado, e estiver com o laudo da perícia técnica da Polícia Civil.

 

Últimas Notícias